Contexto da Imagem

Notícia

PROFESSOR E ALUNOS DA POLI APRESENTAM TRABALHO NO ENEGEP

31/10/2018

Mostrar o funcionamento das células fotovoltaicas, desde a captação da luz ao sol até os níveis de rendimento exigido por normas internacionais que caracterizam o funcionamento eficiente dos equipamentos que compõem o sistema de geração e distribuição proveniente dessa fonte, levou o professor Carlos Frederico Dias Diniz e alunos do Curso de Engenharia Elétrica da Escola Politécnica de Pernambuco – POLI/UPE a pesquisar os inversores de frequência e apresentar o trabalho “Benefícios do Inversor de Frequência na Geração Distribuída Fotovoltaica”, durante o XXXVII Encontro Nacional de Engenharia da Produção – ENEGEP/2018, realizado em Maceió-AL,  e intitulado – “A Engenharia da Produção e Suas Contribuições para o Desenvolvimento do Brasil”, no mês de outubro.

O evento aconteceu no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, na capital alagoana, e segundo o mestre em Engenharia Elétrica pela UFPE, Carlos Frederico, que atualmente se dedica ao ensino das disciplinas “Medidas Elétricas” e “Combate ao Desperdício de Energia” e pesquisa na POLI/UPE, o trabalho objetivou levantar informações sobre os inversores de frequência seus benefícios ambientais e econômicos, como também o surgimento de efeitos indesejáveis, na produção de energia, sendo necessária a proteção do trabalhador e dos equipamentos, tornando essencial o conhecimento de práticas e requisitos do sistema elétrico de potência.

O docente Carlos Frederico Dias Diniz e seus alunos: Wallysson Klaus Pires Barros, Marcus Renzo Soares Botelho, Júlio Antônio de Oliveira Neto e Thiago Duque e Silva, do Curso de Engenharia Elétrica e Mestrado de Sistemas da POLI/UPE participaram da pesquisa que teve como objetivo específico comprovar os benefícios que os inversores de frequência podem trazer na geração distribuída de energia solar fotovoltaica.


Voltar